IN CITAÇÕES | E A CABRA

QUI 15 OUT a SAB 31 OUT Casa Álvaro de Campos apresenta 
exposição de artes visuais de Isabel Macieira. 
visitas limitadas e ONLINE FB, site, Instagram FESTA

Para a FESTA DOS ANOS DE ÁLVARO DE CAMPOS 2020, Isabel Macieira apresenta na Casa Álvaro de Campos. mais uma coleção de citações de Fernando Pessoa. Quando estive em seu estúdio para ver as obras, ela mostrou-me também uma extraordinária escultura de uma cabra, que “lhe nasceu”, por assim dizer, de um galho seco de árvore. Uma cabra um pouco assustadora.

Lembrou-me a cabra citada no poema Hino a Pã do poeta e mago ocultista Aleister Crowley, que Fernando Pessoa traduziu. 

I am Pan! Io Pan! Io Pan Pan! Pan!
I am thy mate, I am thy man,
Goat of thy flock, I am gold, I am god,
Flesh to thy bone, flower to thy rod.
With hoofs of steel I race on the rocks
Through solstice stubborn to equinox.

Hymn to Pan . Aleister Crowley


Sou Pã! Iô Pã! Iô Pã Pã! Pã !
Sou teu, teu homem e teu afã,
Cabra das tuas, ouro, deus, clara
Carne em teu osso, flor na tua vara.
Com patas de aço os rochedos roço
De solstício severo a equinócio.

Hino a Pã . Tradução de Fernando Pessoa

Isabel Macieria aceitou que a sua fantástica Cabra, fizesse parte da exposição, trazendo para a FESTA, pela primeira vez, esta face ocultista dessas duas celebridades do início do século XX, que partilhavam também um mesmo senso de humor e amor pela ficção. Do encontro dessas personalidades terá surgido a história do suposto suicídio de Aleister Crowley na Boca do Inferno em Cascais, que será investigado por um detetive que é na verdade mais uma das personalidades literárias de Fernando Pessoa. Isabel criou para a Cabra um pedestal, que traz uma citação do poema Hino A Pã no seu original em inglês e na tradução de Fernando Pessoa para o português. 

Sobre Isabel Macieira

Nasceu em Lisboa. Viveu em Moçambique, na Arábia Saudita, na Madeira e nos Açores. Vive  em Tavira desde 1985. É Mestre em História da Arte Portuguesa pela Universidade do Algarve. Foi professora de Ed. Visual e Desenho até 2014. Em 2004 tem publicado pela CMT o livro “A Pintura Sacra em Tavira, séculos XV a XX”. Dentro da vertente de estudos e investigação sobre a história local e regional, escreve artigos e entradas para catálogos e participa em colóquios, visitas guiadas. Desenvolve uma carreira como artista plástica desde 1990, com exposições em Portugal e no exterior. Em 2009 funda em Tavira, com Matthijs Warner  a associação de artes plásticas e visuais “Casa5”, ligada à organização de eventos artísticos e culturais.