ESPETÁCULOS E CINEMA

O FADO E A ALMA PORTUGUESA
AUDITÓRIO FADO COM HISTÓRIA em todas as sessões
SEG 01 OUT. a SEG 30 NOV. 

fado
O FADO E A ALMA PORTUGUESA 

Toda a poesia reflete o que a alma não tem. Por isso a canção dos povos tristes é alegre e a canção dos povos alegres é triste. O fado, porém, não é alegre nem triste. É um episódio de intervalo. 
                                        o                                                                  Sobre Portugal. Fernando Pessoa

O Fado com História, fundada em Tavira a Dezembro de 2014 por Virgílio Lança e o saudoso Miguel Drago, inclui no repertório que apresenta durante o período da FESTA DOS ANOS DE ÁLVARO DE CAMPOS, exemplares dos fados publicados na coletânea Fernando Pessoa – O Fado e a Alma da Warner Music Portugal e Seven Muses Music Books, com apoio da Casa Fernando Pessoa e do Museu do Fado. São fados tradicionais onde se cantam poemas de Fernando Pessoa.

mais info:
Fado com História: fadocomhistoria@gmail.com    tel:966 620 877 
SÁBADO NO CORETO com a BANDA MUSICAL DE TAVIRA
CORETO DE TAVIRA 
SAB 13 OUT. 15h00 


música filarmónica

Ah, quero as relvas e as crianças!
Quero o coreto com a banda!
Quero os brinquedos e as danças… 
Quero ver todas brincar Num jardim onde se passa...

In Poesias Inéditas (1930-1935) Fernando Pessoa


Este Coreto, fabricado na cidade do Porto pela Fundição do Ouro, chegou a Tavira por via marítima em 1890, ano escolhido por Fernando Pessoa para fazer nascer aqui Álvaro de Campos. Testemunho da chamada arquitectura do ferro oitocentista, teve inicialmente um piso de madeira, que funcionava como caixa de ressonância para a música que ali se tocava. O piso foi substituído por pavimento cimentado em uma das obras de recuperação. O Coreto continua a ocupar o centro nevrálgico da baixa de Tavira, e este concerto recorda o ano em que a cidade o viu nascer, e os muitos concertos que os antepassados destes mesmos músicos terão ali tocado.

mais info:
Banda Musical de Tavira: bandatavira@gmail.com
TANGENCIAL A PESSOA . Sessão do Cineclube com dois filmes
CLAUSTROS DO CONVENTO DO CARMO  
DOM 14 OUT. 20h30


cinema documental
10 ANOS SEM BARTOLOMEU -BARTOLOMEU CID DOS SANTOS; POR TERRAS DEVASTADAS

… a poesia de Álvaro de Campos teve uma enorme influência nas minhas gravuras assim como a música de Schubert …
 
Bartolomeu Cid dos Santos (1931-2008) apresentou-se no Quartel da Atalaia em 1958 para completar, como Aspirante a Oficial, o seu serviço militar deixando-nos para sempre em 2008. 

A sua relação de amor com Tavira durou assim cinquenta anos. Ao jubilar-se do Departamento de Gravura da Slade School (1996) com o titulo de Emeritus Professor of Fine Art da Universidade de Londres e membro da The Royal Society of Painter-Printmakers, optou por Tavira, em detrimento de Sintra e Londres onde manteve casa, para continuar a sua atividade artística. 

Aqui produziu inúmeros trabalhos, fundou a sua Oficina de Gravura (1995), a mais completa e bem equipada ao sul do Tejo ainda em plena atividade, atraiu importantes gravadores nacionais e estrangeiros e formou alguns dos mais notáveis gravadores portugueses contemporâneos deixando na cidade uma profunda marca da sua passagem. Bartolomeu reunia uma dupla e rara qualidade. 

Para além de reconhecido como Mestre de elevada competência foi considerado como o mais genial Gravador português do seu tempo. Ao completarem-se dez anos sobre a sua partida impõe-se avivar a memória para para que a Cidade que Bartolomeu tanto amava não o deixe cair no esquecimento. 
                                                          Tavira, 10 de Setembro de 2018. 
                                                                 José Delgado Martins 
O Cineclube de Tavira apresenta este documentário de Jorge Silva Melo sobre Bartolomeu Cid dos Santos que fala também das suas ligações a Tavira, onde passou os últimos anos da sua vida a criar. Legendas em inglês.

mais info: 
Cineclube de Tavira: cineclubetavira@gmail.com
cinema experimental e poético
TODAS AS CARTAS DE AMOR SÃO RIDÍCULAS
Um filme de Paul Ouazan com Maria de Medeiros
produção ARTE France

Tudo como num animatógrafo num teatro do tamanho do Universo…
             Com as malas feitas de Álvaro de Campos


Curta metragem . experiência poética de Paul Ouazan produzida pelo Atelier Recherche d'Arte France, com a atriz Maria de Medeiros que interpreta o poema em Português, Francês e Alemão. Depois de apresentado na sessão do Cineclube, o filme ficará sendo projetado em looping num écran de TV na Casa Álvaro de Campos, para ser apreciado individualmente com fones de ouvido.

mais info:
Cineclube de Tavira: cineclubetavira@gmail.com
A CARTA DA CORCUNDA PARA O SERRALHEIRO
MUSEU MUNICIPAL DE LOULÉ . 
SEG 15 OUT. 16h00

performance 
A CARTA DA CORCUNDA PARA O SERRALHEIRO2

... Se a nossa vida fosse um eterno estar à janela, se assim ficássemos como um fumo parado, sempre, tendo sempre o mesmo momento de crepúsculo dolorido a curva dos montes. Se assim ficássemos para além de sempre!
          Livro do Desassossego por Bernardo Soares 

Maria José é a voz feminina que mais longamente se faz ouvir no universo pessoano. É a metáfora da “alma à janela”...                                                                                                                .          Pessoa por Conhecer . Teresa Rita Lopes


Esta performance, que estreou no encerramento da FESTA DOS ANOS de 2017, foi desenvolvida por ocasião do festival Viva a Primavera, recebendo ma nova dramaturgia com um preâmbulo feito por marionetas, e foi convidada a apresentar-se no Museu de Loulé, o município que aceitou o desafio de juntar-se a Tavira na celebração da presente edição da FESTA.

Com Susana Nunes (atriz), Merícia Lucas (bonecreira), Argenis Nunes (acordeonista). Encenação Tela Leão

mais info:
Museu de Loulé: museu@cm-loule.pt  tel. 289 400 885 
VEM NOITE ANTIQUÍSSIMA E IDÊNTICA 
PRAÇA DA REPÚBLICA  
SEG 15 OUT. 20h00

poesia e observação lunar
lua crescente foto NASA

... no alto céu ainda claramente azul Já crescente nítido, ou círculo branco, ou mera luz nova que vem, a lua começa a ser real.                            
                        Vem Noite de Álvaro de Campos

Sob a orientação de Ricardo Freitas, o Centro Ciência Viva Tavira convida todos a observar a lua no dia do nascimento de Álvaro de Campos a partir do coração da cidade, que viu nascer este heterónimo de Fernando Pessoa fará parte deste evento.

mais info:
Centro Ciência Viva Tavira: geral@cvtavira.pt  tel.281 326 231
E 詩を踊る DANÇAR POESIA 
“Uma tarde eu fui com você para me ver.(Um rompimento encantado).”
Jardim da Igreja de São Francisco
SAB 27 OUT. 16h00 

dança contemporânea
 Ah, pouco a pouco, entre as árvores antigas,
A figura dela emerge e eu deixo de pensar...

Pouco a pouco, da angústia de mim vou eu mesmo emergindo...
As duas figuras encontram-se na clareira ao pé do lago...

              In De La Musique . Álvaro de Campos 

Esta é  uma performance de dança e música inspirada em poemas de Álvaro de Campos onde a poesia reverbera na dança de Yuko Kominami e na música de Tomás Tello. 

Um universo que eles percorrem em ressonância com fragmentos dos poemas APONTAMENTOS e DE LA MUSIQUE

mais info: Partilha Alternativa: partilha.alternativa@gmail.com 
THE MAD FIDDLER 
CLUBE DE TAVIRA, 
DOM 28 OUT. 18h30

concerto de jazz
Not from the northern road, 
Not from the southern way,
First his wild music flowed 
Into the village that day                

 In The Mad Fiddler . Fernando Pessoa



O compositor e pianista tavirense Luís Conceição e a cantora irlandesa Jane Hennessy que vive e canta no Algarve há vários anos, apresentam uma série de temas celtas aos quais juntam pelo menos um tema original composto por Luís para poema da série The Mad Fiddler, que Fernando Pessoa escreveu entre 1915 e 1917.

mais info: 
Clube de Tavira: clubedetavira@gmail.com   tel. 919 507 845 Vitor Teixeira
PÉROLAS DO GILÃO CANTAM FERNANDO PESSOA 
BIBLIOTECA MUNICIPAL ÁLVARO DE CAMPOS, 
SAB 10 NOV. 18h30
música tradicional
Santo António de Lisboa 
Era um grande pregador, 
Mas é por ser Santo António 
Que as moças lhe têm amor. 
   
    Quadras ao Gosto Popular. Fernando Pessoa. 


Fernando Pessoa escreveu centenas de quadras daquelas que a tradição portuguesa dita que se deve oferecer como prenda. Exemplos dessa prática são as quadras que enfeitam os vasos de manjericos, prendas típicas da festa de Santo António em Lisboa, ou as ainda mais antigas quadras de amor bordadas em lenços quem no Norte de Portugal, as moças em idade de casar ofereciam aos rapazes de sua eleição. São até hoje conhecidos como Lenços dos Namorados. 

Há quem pense que Fernando Pessoa destinaria estas suas quadras a compor um único texto. Em 1965 George Rudolf Lind e Jacinto do Prado Coelho fizeram uma seleção que se publicou sob o título de Quadras ao Gosto Popular. 

O grupo musical Pérolas do Gilão da Sociedade Orfeónica de Amadores de Música e Teatro de Tavira apresenta um recital de melodias que fazem parte do património português de música coral tradicional de diversas regiões. 

Mantendo embora os refrões que característicos desse repertório, usam como letras algumas das Quadras ao Gosto Popular de Fernando Pessoa e é esta a prenda que mais uma vez trazem à FESTA DOS ANOS DE ÁLVARO DE CAMPOS 2018. 

mais info: 
Biblioteca Municipal Álvaro de Campos: biblioteca@cm.tavira-pt
SOAMTT: soamtt@sapo.pt

POEMAS ENCENADOS - O FUTURISMO DO NOSSO PASSADO
CASA DAS ARTES DE TAVIRA 
SEG 12 NOV. 19h00

performance poética
Chamo teatro estático àquele cujo enredo dramático não constitui acção … Dir-se-á que isto não é teatro. Creio que o é porque (...) pode haver revelação de almas sem acção…  

In Páginas de Estética . Fernando Pessoa


A Oficina Poesia Encenada deste ano também tem como subtema O Futurismo do nosso Passado, e a seleção de poemas vai centrar-se na obra da fase que alguns chamam “futurista / sensacionista”  de Álvaro de Campos e de outros artistas, poetas, escritores, que colaboraram com a revista Orpheu. 
Alunos da Escola Secundária de Tavira sob a direção de Luís Luz.

mais info:
Profª Ana Cristina Matias (coordenadora): anamatias@estavira.com
REDUNDÂNCIAS
CONCERTO . CONCERT

Poetas Cantados . Fado Tropical . Hélder Viegas . Pedro Antunes

CLUBE DE TAVIRA
DOM 18 NOV, 17h00

A poesia é a emoção expressa em ritmo através do pensamento…. Musicar um poema é acentuar-lhe a emoção, reforçando-lhe o ritmo.

 In Páginas de Estética . Fernando Pessoa .

O título deste espetáculo é inspirado por um questionamento do jornalista cultural e músico Carlos Bozzo Júnior, a propósito da definição de Voltaire ( a poesia é a música da alma) e da gravação de canções de Caetano e Gil sobre poemas de Fernando Pessoa: ”se a poesia é a música da alma, musicar poesia seria uma redundância?” A Associação Rock da Baixa Mar convida artistas algarvios a compor e interpretar novos temas musicais para poemas de Fernando Pessoa. A seleção dos temas será apresentada pelos próprios compositores. Direção de projeto: Stelmo Barbosa

mais info:
Rock da Baixa.Mar: rockdabaixamar@gmail.com

SENTIR TUDO DE TODAS AS MANEIRAS . Recital de Poesia
Casa das Artes de Tavira 
SEG 19 NOV. das 18h00

... Esta vila da minha infância é afinal uma cidade estrangeira...  In Notas sobre Tavira. Álvaro de Campos

Este recital de poesia pelos mesmos alunos que fazem a exposição de mesmo nome, será uma seleção de poetas, incluindo Álvaro de Campos, que falam sobre a cidade de Tavira. 

mais info: Prof. Pedro Jubilot (coordenador) pedromalves2014@hotmail.com





POETAS E AMIGOS DE OUTRA CIDADE 
ESPAÇO CULTURAL LEÃO DA SERRA transmissão ao vivo,
SAB 24 NOV. 17h00 (hora de Portugal)

poesia e música brasileira
O acaso da rua o acaso da rapariga loira.
Mas não, não é aquela.
A outra era noutra rua, noutra cidade, 
e eu era outro.
                    In Poesias de Álvaro de Campos 

Recital de poemas de Álvaro de Campos e de poetas brasileiros interpretados pelo poeta Vicente Sá e o cantautor Túlio Borges.


mais info:
Espaço Cultural Leão da Serra:leao.lucia@gmail.com
NOITE DE VINHO E POESIA . FERNANDO PESSOA CANTADO POR CHAROLA 
RESTAURANTE ÁLVARO DE CAMPOS
QUI 29 NOV. pelo jantar

música tradicional algarvia
Castanhetas, castanholas Tudo é barulho a estalar.
As que ao negar são mais tolas São mais espertas ao dar.
                                     Fernando Pessoa

O grupo de Charolas de São Brás de Alportel, cantará versos de Fernando Pessoa adaptados às melodias tradicionais das Charolas, grupos que no Algarve se reúnem no ano novo para saudar o Deus Menino ao som de acordéons, violas, tamboretes e castanholas.

mais info:
Restaurante Álvaro de Campos:alvarodecampos47@gmail.com tel.936 935 638