UN SOIR À LIMA CASA ÁLVARO DE CAMPOS: 30 ANOS


21h30
Igreja da Misericórdia 
Marcelo Montes (pianista) e Renato Aires (ator)

(...) No rio irreal da música evocada. Minha alma é uma criança  esfarrapada(...) Mas, mãe, não haverá um Deus que me não torne tudo vão(...)  tudo é ilusão. "Un soir à Lima" (...) Quebra-te, coração(...) 

             In O Véu das Lágrimas não cega. Fernando Pessoa 

O recital começa com alguns acordes da Ballada nº 1 Op.16 de Vianna da Motta (1905), ano em que Fernando Pessoa retorna de Durban, África do Sul, com sua família. O poema  Un Soir a Lima, escrito em 1935, descreve os serões de que Pessoa tem lembrança em Durban, com sua mãe ao piano e seu padrasto a ouvir e a fumar… O poema é dito ao som de excertos dos compositores prediletos do poeta e da valsa que em 2016 Marcelo Montes compôs para a Festa dos Anos de Álvaro de Campos, e termina com a peça Un Soir a Lima de Félix Godefroid,

Marcelo Montes iniciou estudos de piano aos 18 anos no Conservatório de Vila Real de Santo António. Frequentou masterclasses em Lagos, Portimão e Lagoa. Após uma interrupção retomou sozinho seus estudos em 2015 treinando nos pianos da Casa Álvaro de Campos e da Igreja da Misericórdia. A CAC organizou uma ação entre cidadãos para comprar-lhe um teclado. Seus recitais em Tavira já lhe valeram, entre outros, um convite da The Cornwall Polytechnic Society (the Poly) para apresentar-se em Falmouth.



Renato Aires: Ator formado pelo CENDREV Centro Dramático de Évora - Teatro Garcia de Resende. Participou como ator nas peças Viver como Porcos de John Arden, com encenação de Mário Barradas; A Noite Italiana de Ödön Von Horváth; Um Auto de Gil Vicente, Teatro da Cornucópia encenação Luis Miguel Cintra; Argoastronave Peregrinação, encenação de João Brites: As Três Irmãs de Anton Chekhov, encenação de Mário Barradas; Real Caçada ao Sol de Peter Shaffer encenação Carlos Avilez no Teatro D. Maria.



CASA ÁLVARO DE CAMPOS

 

 

 

SUN 15/10/2017 21h30  Igreja da Misericórdia 
Marcelo Montes (pianist) and Renato Aires (actor)

(…) In the unreal river of the music invoked. My soul is a child dressed in rags (…) But, Mother, will there ever be a God who does not make everything pointless (…) everything is an illusion. "One evening in Lima"(…) Break, heart(…)
               In O Véu das Lágrimas não cega. Fernando Pessoa


The recital starts with the first chords of the Ballada nº1 Op. 16 by Vianna da Motta, composed in 1905, the year Fernando Pessoa returns from Durban with his family. The  poem Un Soir a Lima, from 1935, describes the evenings Fernando Pessoa spent in Durban listening to his mother playing the piano, with his stepfather listening and smoking…. The poem is said to the sound of Pessoa’s preferred composers, a waltz Marcelo Montes composed in 2016 for the Birthday Party of Álvaro de Campos, and the recital ends with Un Soir a Lima by the composer Félix Godefroid.