COMO FOI FERNANDO PESSOA PARAR NO CERRADO! HOW WAS IT THAT ÁLVARO DE CAMPOS ENDED UP IN THE CERRADO!

SAB 19  nov | 14h00 | Espaço Cultural Leão da Serra Brasília em transmissão na página FB da Festa Dos Anos De Álvaro De Campos

O Espaço Cultural Leão da Serra, em Brasília, apresenta

Como foi Fernando Pessoa parar no Cerrado?

Música e poesia com André Luiz Oliveira, Túlio Borges e Vicente Sá

 

… será poesia uma prosa com ritmo;

Ou será a poesia uma música que se faz com ideias, com palavras?

In: Páginas Íntimas e de Auto-Interpretação. Fernando Pessoa

 

Um espetáculo que fala da paixão dos brasileiros pelo mestre português, a ponto de sugerir que o heterónimo Ricardo Reis, auto exilado no Brasil em 1919, deixou por lá “descendentes”. André Luiz Oliveira musicou dele diversos poemas gravados por ícones como Gilberto Gil, Caetano Veloso e Maria Bethania.. Túlio Borges presenteou a cidade de Tavira, terra natal de Álvaro de Campos, com uma bela canção para um seu poema sobre a cidade de Beja. Já Vicente Sá se colocou na posição de interlocutor do poeta, criando uma missiva entre Ricardo Reis e Álvaro de Campos, falando de coisas e sentimentos que aproximam Portugal e Brasil.

Contato: lmleao@hotmail.com

fernando-pessoa-no-cerradp

The Cultural Space Leão da Serra in Brasília,  presents

How did Fernando Pessoa end up in the Cerrado?

Music and poetry, André Luiz Oliveira, Túlio Borges and Vicente Sá

 

… could it be that poetry is prose with rhythm;

Or could it be that poetry is music composed of ideas, of words? 

In Páginas Íntimas e de Auto-Interpretação. Fernando Pessoa

 

A show which speaks of the passion Brazilian people have for the Portuguese master, to the point of suggesting that Pessoa’s heteronym Ricardo Reis, who exiled himself in Brazil in 1919, left “descendants” there. André Luis Oliveira has set a range of poems to music, recorded by such iconic artists as Gilberto Gil, Caetano Valoso and Maria Bethania. Túlio Borges has presented the city of Tavira, birthplace of Álvaro de Campos, with a beautiful song-setting of one of de Campos’ poems about the city of Beja. Vicente Sá presents himself as interlocutor for the poet, creating an exchange between Ricardo Reis and Álvaro de Campos, speaking of matters and feelings common to Portugal and Brazil.

Contact: lmleao@hotmail.com

4-logos-vertical

logo-leao-da-serra   logo-partilha-alternativa-fundo-preto