A VOZ DA SEREIA

18h30 em Português

18h30 in English

Café filosófico com Maria João Neves PhD
Casa Álvaro de Campos

Outra vez, outra vez o vasto grito antiquíssimo.
De repente, como um relâmpago de som, 
que não faz barulho mas ternura,
Subitamente abrangendo todo o horizonte marítimo
Húmido e sombrio marulho humano noturno,
Voz de sereia longínqua chorando, chamando,
Vem do fundo do Longe, do fundo do Mar, da alma dos Abismos, /  E à tona dele, como algas, boiam meus sonhos desfeitos...”

In Ode Marítima. Álvaro de Campos
 

Maria João Neves, PhD em filosofia convida o público a refletir sobre as questões: O que é que acontece quando se escuta a voz das Sereias? Afinal quem são estas criaturas míticas que tanto atormentaram Ulisses? Por que chora a Sereia de Álvaro de Campos chamando-o? Irá o engenheiro tavirense ao seu encontro?

Maria João Neves doutorou-se em Filosofia em 2002. Conclui o seu Pós-Doutoramento em Estética Musical em 2016. É investigadora integrada do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical da Universidade Nova de Lisboa. Tem vários livros e artigos científicos publicados. O seu consultório Filosófico integra a rede de saúde de Tavira. Escreve mensalmente para o jornal Cultura Sul/Postal do Algarve a coluna “Filosofia Dia a Dia” e organiza Cafés Filosóficos em diversas cidades algarvias.

 

CASA ÁLVARO DE CAMPOS